BLOG

Exportação e Importação: Eleger Bem o Mercado no Qual Operar

As empresas de transporte de mercadorias são o partner ideal para uma empresa que opte pela internacionalização. Tomar tal decisão implica, também, conhecer o mercado no qual se irá operar. Por este motivo, é importante poder contar com chaves de atuação genéricas. Neste artigo oferecemos algumas informações que possam apoiar a sua empresa num processo de exportação ou de importação, possibilitando uma experiência mais segura.

 

Exportação e importação: aprender a escolher o mercado

Para escolher bem o mercado no qual se vai operar deve-se considerar dois grupos de fatores: por um lado, os que dependem da empresa; por outro os que dependem do contexto, ou seja, das condições do país. Destacaremos, a seguir, 5 pontos-chave a considerar para um melhor planeamento de ações, seja para concretizar o negócio ou para antecipar desperdício de recursos.

  1. Características do produto

Em primeiro lugar, é importante conhecer bem o produto que se vai vender. Isto implica saber não só as suas características mas também a relação entre custo e preço do mesmo, e o seu potencial lugar no país de acolhimento. Depois de se avaliar tais varáveis, será importante entender se se dispõe de alguma vantagem competitiva que beneficie o produto. Afinal, o objetivo é, de grosso modo, constituir algo que se caracterize por ser algo que os demais não tenham. Só assim haverá possibilidade de sobrevivência a médio prazo.

  1. Massa crítica

A massa crítica tem de ser entendida em termos demográficos: o setor de mercado que poderia comprar o produto. Uma condição indispensável para operar é a suficiência do número de pessoas. Se não, não será viável. Assim, o estudo de mercado converte-se numa situação obrigatória. O que pode acontecer, também, é que um país sirva como teste para metas maiores. Um caso paradigmático é o de Portugal face a países como a França ou a Alemanha.

 

  1. Entorno de negócio

Neste caso, é fundamental a idiossincrasia do país em que se trabalharia. O funcionamento das instituições é importante porque oferece estabilidade ou não. Por outro lado, os valores culturais influenciam de forma decisiva as preferências da população. Ainda que o processo de globalização tenha vindo a abafar certas diferenças, elas persistem.

  1. Infraestruturas para o transporte de mercadorias

A rede de infraestruturas é um elemento definitivo. Há países com um grande potencial demográfico, mas com infraestruturas tão deficientes que são dissuasoras. A rede de estradas, portos e aeroportos é um elemento a considerar. Só a partir daí, decisões podem ser responsavelmente tomadas.

 

Conclusão

As empresas de importação e de exportação podem ajudar no transporte propriamente dito e na documentação. Agora, cada empresa terá de estudar detalhadamente as condições do produto para comprovar as suas hipóteses de êxito. Não é por acaso que 70% das empresas que exportam fracassam em 5 anos. Minimizar os riscos é vital.

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Bem-vind@

Bem-vindo ao blog de Moldtrans Group, você vai encontrar as últimas novidades.
Cadastre-se e siga-nos via RSS ou por e-mail. Feliz por ter você por perto!

Tweets Recentes
Siga-nos no Facebook