BLOG

B2B e B2C: principais diferenças em logística

Uma realidade que o consumidor habitual desconhece, a diferença entre uma plataforma de e-commerce B2B — business to business— e B2C —business to consumer. A logística orientada ao cliente varia em função das suas necessidades e por isso exige uma estratégia adequada ao mercado em questão.

 

Ambos os modelos implicam uma venda/compra. A diferença está nas condições em que isso acontece e o processo que se segue. Os mercados são diferentes, implicando diferentes estratégias de venda, planeamentos e intencionalidades na experiência do cliente.

 

logística
 

Uma das principais diferenças tem que ver com os conteúdos que lojas B2C e B2B contêm. O primeiro caso, dirigido ao consumidor final, presume habitualmente artigos de uso pessoal. Há uma preferência por especificidade e categorização de produtos. Já o segundo caso centra-se no mundo empresarial, seguindo uma estratégia adequada a tal realidade. Este tipo de e-commerce aponta para os interesses de uma empresa, de um fabricante ou da distribuição do produto, com uma abordagem tendencialmente técnica.

 

Em que se diferencia a abordagem logística?

O desenvolvimento de novas formas de comercialização online exige uma visão inovadora do processo logístico, promovendo-se a necessidade de armazéns polivalentes e transportes diferenciados.

A venda através da internet, seja B2B ou B2C, prioriza a agilidade e a renovação contínua do stock. Como tal, há elementos que têm de ser atentamente vigiados: rotação de produtos, embalamento, entregas, devoluções. A evolução futura do sector também implicará a transformações dos sistemas de gestão. Assim, gestão de topo, armazenagem, transporte e comunicação são aspectos a ter em conta.

A par da reconsideração organizacional da cadeia de abastecimento, e dos hábitos de consumo, está a constante evolução tecnológica; este factor vem olear todo o andamento de acontecimentos, com coisas como armazéns totalmente automatizados serem já uma realidade.

Em suma, elenquemos os principais pontos onde B2B e B2C diferem:
1. Comprador: o primeiro caso implica um grupo decisor e o segundo apenas um comprador;
2. Quantidade: um cliente tipo B2C compra em pequenas quantidades, ao contrário de um cliente tipo B2B;
3. Preço: um cliente B2B pode ter acesso a preços ajustados a si;
4. Frequência de Compra: a compra de um cliente empresarial é mais recorrente;
5. Relação com o cliente: a relação com um cliente B2B mantém-se ao longo do tempo, enquanto que um cliente B2C pode ser pontual;
6. Mercado: B2C implica movimentações em mercado aberto, enquanto que B2B situa-se num mercado específico.

Assim, ao lidar com estas diferentes realidades, sugere-se estratégias a ter em conta estes serviços:
—análise prévia para determinação de plano de marketing;
—recepção de pedidos;
—introdução de dados de stock em sistema informático;
—preparação de pedidos;
—revisão e inspecção de qualidade;
—transporte;
—gestão de inventário.

Bem-vind@

Bem-vindo ao blog de Moldtrans Group, você vai encontrar as últimas novidades.
Cadastre-se e siga-nos via RSS ou por e-mail. Feliz por ter você por perto!

Tweets Recentes
Siga-nos no Facebook