BLOG

As chaves para o transporte aéreo de mercadorias perigosas

O auge do eCommerce e a globalização dos mercados requer um alto rendimento do setor da logística e do transporte. Quando se fala de entregas rápidas e grandes distâncias, o transporte aéreo assume um papel preponderante.

 

O transporte aéreo de mercadorias perigosas

Nem todas as mercadorias estão preparadas para transporte aéreo. A regulação correspondente está publicada pela IATA (International Air Transport Association) baseada nas diretrizes técnicas da ICAO (International Civil Aviation Organization).

Em tal regulação, distinguem-se três tipo de mercadorias: proibidas, perigosas e sem restrição.

 

mercadorias perigosas

 

Nas mercadorias perigosas, para as que usam um critério de codificação da ONU, uma separação é feita: entre as que podem ser transportadas em avião de passageiros e as que apenas podem ser exclusivamente transportadas em aviões de carga. Estas últimas recebem o código CAO (Cargo Aircraft Only).

 

Tipos de mercadoria perigosas

Em geral, no meio aéreo, estão proibidas todas as mercadorias explosivas, incendiáveis, e que emitam gases tóxicos ou corrosivos.

 

A diferenciação acima mencionada, entre as que podem ser transportadas em avião de passageiros e as que devem ser transportadas por avião de carga, é definida não só pelo tipo de mercadoria, mas também pela sua embalagem e/ou pela quantidade de mercadoria a transportar. Por exemplo: é possível que três unidades de uma mercadoria em concreto, ou com um tipo de embalagem, possam embarcar num avião comercial, enquanto que quatro unidades, ou uma embalagem diferente, já invalidem essa possibilidade.

 

As regulamentações do solo devem ser conhecidas também, para processos de carga e de descarga corretamente feitos. Conhecer um produto, ou seja, a sua quantidade máxima transportável, os tipos de embalamento possíveis, é fundamental para que se possa planear melhor, baixando custos e tempos de transporte.

 

Transporte nacional

A normativa da IATA é mais restritiva do que o critério técnico estabelecido pela ICAO: contempla alterações a nível particular em cada companhia aérea e cada legislação de um país. Em cada país poderá haver nuances que diferenciem a possibilidade de entrada de uma mercadoria num país, ou até se é permitido que tal mercadoria circule no espaço aéreo em questão. Este rigor requer uma atenção especial às condições permitidas para cada nação.

 

Transporte internacional de mercadorias

Ora, se cada país pode conter diferenças de legislação, quando um transporte internacional está em questão, a atenção deverá ser redobrada. É possível que se lide com diferentes características que impeçam, por exemplo, um produto autorizado a sair de um país a circular no espaço aéreo de outro.

 

Resumo

No transporte aéreo de mercadorias perigosas, existem responsabilidades e obrigações, quer para o expedidor, quer para o operador, definidas no regulamento da IATA, incluindo normativas específicas a companhias aéreas e a países de destino, origem ou de trânsito.

 

Não esquecer o estudo detalhado das normas de embalamento, etiquetagem, manuseamento e armazenamento, sempre podendo contar com pessoal adequadamente formado para o efeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Bem-vind@

Bem-vindo ao blog de Moldtrans Group, você vai encontrar as últimas novidades.
Cadastre-se e siga-nos via RSS ou por e-mail. Feliz por ter você por perto!

Tweets Recentes
Siga-nos no Facebook